sábado, 20 de outubro de 2007

Dia da caça

No dia da caça às bruxas,
calce sua bota medieval,
arme-se com a cruz da hipocrisia,
solte os cachorros loucos da fissura,
voe escada abaixo em direção ao alvo.

Use máscaras pesadas,
sua armadura ficará mais estável
e sua identidade continuará preservada.
Não esqueça de utilizar roupas camufladas
com elas, suas atitudes ficarão imunes.

Impressione com jóias e cavalos possantes.
Use Deus como parceiro e o diabo como sócio.

Acuse, aponte, jogue pedras.
Não permita niguém falar.
No dia do juízo enfie a espada com a mão esquerda,
com a direita esconda o vazio da sua alma.
.
.
"Ensaio poético"

9 comentários:

(meu mundo) disse...

Oi, é seu, esse texto? Adorei.....Bjão.

Theo Costa disse...

Valeu gata, são tentativas, sei que não sou bom nisso....

Guilherme disse...

muito bom theo

André disse...

Isso nem é o pior! Ahhhhhhhh

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Theo Costa disse...

O futuro é uma caixa preta alaranjada.

ps: tinha postado como anônimo mas agora consertei..eheheh

Malthus disse...

Esse texto tá massa, velho. (quando vê: pfuuuuuuuu!!!) hehehe Tá massa mermo. abraço uhuhuhuhuhu

saulojr disse...

afinal de contas, 20 de outubro é o dia do meu aniversário :))
(massa o texto)

Theo disse...

OBrigado amigo...valeu a presença. Sinta-se em casa.